Como os Portugueses Poupam Dinheiro!

Paulo

Quais são os produtos em que os portugueses gostam de poupar? Porque e com que frequência procuram descontos?

Quais são os produtos em que os portugueses gostam de poupar? Porque e com que frequência procuram descontos? A equipa de análise do Picodi.com conduziu um inquérito entre consumidores portugueses para verificar qual é a atitude deles em relação às promoções e descobrir as formas mais populares de poupar dinheiro.

Em que poupamos dinheiro

A pandemia obrigou muitos portugueses a poupar dinheiro; mais da metade dos pesquisados (67%) respondeu que durante o ano passado compraram produtos em promoção com mais frequência do que antes.

Entre as categorias de produtos em promoção mais comprados estão: comida, roupas & calçados e eletrodomésticos. Os produtos com preço reduzido menos comprados são: serviços de viagens & lazer, joalheria e carros – peças de carro.

Existem produtos pelos quais os portugueses estão dispostos a esperar, em vez de comprar pelo preço inicial, como: serviços de viagens & lazer (85%), roupas & calçados, eletrodomésticos e cosméticos & perfumes (84% cada), bem como, decoração para casa (81%).

Por outro lado, existem algumas categorias que os portugueses não querem ou não podem esperar – e eles os compram com descontos ou não. Entre eles, encontram-se: medicamentos (52% não querem esperar por descontos), entrega de comida (47%), artigos infantis (38%), livros e roupa interior (37% respetivamente), artigos para animais domésticos (31%) e artigos desportivos (29%).

Porque os portugueses compram em liquidação? Entre as mulheres que participaram da pesquisa, a resposta mais frequente (60%) foi a que graças aos descontos, podem poupar muito. Porém, metade dos homens pesquisados (50%) julgam os preços iniciais altos demais. A terceira resposta mais popular entre homens e mulheres (36 e 43% respetivamente) foi a que os descontos incentivam a familiarização com a marca.

Nem todas as pessoas gostam de descontos. Entre os entrevistados, 29% dos homens e 21% das mulheres ignoram os descontos, pois julgam que produtos de alta qualidade valem o seu preço padrão. Já 19% dos homens e 17% das mulheres não compram em promoção, porque nunca se preocupam com os preços. No entanto, 12% dos homens e mulheres pensam que os produtos com descontos são qualidade inferior ou estão desatualizados.

Às vezes, os portugueses compram produtos em promoção e nunca usam. As 5 principais categorias de produtos que são jogas fora ou deixados sem uso nas prateleiras são:

  1. Comida
  2. Livros
  3. Roupas e calçados
  4. Joalheria
  5. Roupa interior

Maneiras portuguesas de poupar dinheiro

Existem muitas maneiras de poupar dinheiro, é por isso que o Picodi.com perguntou aos portugueses quais métodos para encontrar e usar descontos são os seus favoritos.

Entre os mais populares, as prateleiras com produtos próximos da data de validade são colocados em primeiro lugar. 14% dos portugueses conhecem esse método e usam regularmente, 42% usam às vezes. Enquanto, 21% dos entrevistados admitiram que apesar de conhecerem, não usam esta categoria de serviço, e 23% não conhecem e não usam.

Os serviços de comparação de preço também são usados regularmente pelos entrevistados (21%) e 25% conhecem e usam às vezes. Por outro lado, 23% sabem, mas não usam e 31% não sabem e não usam.

Em terceiro lugar, estão os serviços de cupões, conhecido por 33% dos entrevistados, desses, 6% usam regularmente e 27% usam às vezes.

Os serviços de cashback não são muito comuns (46% dos consumidores pesquisados não sabem o que é), semelhante às aplicações de comida não vendida (48%), plugins de navegador com cupões (67%) e folhetos de lojas (61%).

O que os portugueses pensam sobre os anúncios

A pesquisa revelou que mais da metade (56%) dos entrevistados julgam o número de anúncios recebidos aceitável e 19% pensam não haver muitos anúncios. No entanto, 1 a cada 4 portugueses consideram que existem muitos anúncios.

Os anúncios por email são os mais recebidos pelas pessoas entrevistadas – até 25 emails por semana. As notificações push em aplicações de telemóvel ficaram em segundo lugar (24 por semana). Enquanto, as notificações push no navegador, completam o pódio – 16 por semana em média).

Um pouco abaixo no ranking, estão as mensagens de texto (9 por semana), assim como os folhetos entregues na caixa de correio (7 por semana).

Créditos do Artigo: Picodi.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscribe!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Next Post

WELL é a Grande Novidade em Vale do Lobo!

O bar de praia WELL da Praça de Vale do Lobo é inspirado em Bali e Grécia. O ambiente descontraído e elegante alia-se à frescura e qualidade da gastronomia japonesa e a uma diversificada carta de cocktails, champanhes e vinhos.......

Como os Portugueses Poupam Dinheiro!

Tempo de leitura: 3 min
0