Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios

A Arthemisia, organizadora da exposição de M. C. Escher, o ‘génio das construções impossíveis’, convida a celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios, dia 18 de Abril, no Museu de Arte Popular.

 Com um bilhete de preço reduzido (4€), os visitantes têm a oportunidade de conhecer mais de 200 obras, equipamentos didáticos e experiências interativas para todas as idades na 1ª mostra do artista holandês em Portugal, um sucesso de bilheteira que conta já com mais de 80 mil visitas.

Parte do mérito de Escher reside na ampliação das possibilidades imaginativas de quem contempla o seu trabalho. Ciência, natureza, rigor, geometria, capacidade analítica e contemplativa fundem-se para dar lugar a uma perspetiva visionária, com múltiplas leituras e interpretações, numa obra cuja temática se relaciona em permanência com o conceito do impossível.

A arquitetura teve uma presença muito marcante nos seus trabalhos, funcionando como influência e inspiração claras no mundo do design. A exploração do infinito e as metamorfoses geradas pela repetição de padrões geométricos são duas das suas principais características.

Compreender o universo criativo patente em “Escher” é mergulhar numa linguagem complexa, que se traduz em obras intrigantes e eminentemente originais, únicas no panorama da História de Arte. Apropriada pelas novas tecnologias, o que em si sublinha a passagem no teste do tempo, a arte de M. C. Escher patente na exposição trazida a Lisboa promete não deixar ninguém indiferente. 

Secções da exposição

Com mais de 200 obras disponíveis, a exposição organiza-se em 7 âmbitos: 

1 – Período Inicial

2 – Tesselações

3 – Estrutura do Espaço

4 – Metamorfose

5 – Paradoxos Geométricos

6 – Obras por Encomenda

7 – Eschermania

Share.

Leave A Reply

EXPOSIÇÃO “ESCHER” EM LISBOA 

Tempo de leitura: 1 min
0